18.2.13

Livros


Cristina Desouza



Livro de Cristina Desouza e Uns poucos versos



Nestes encontros da vida literária, conheci, em 2011, uma poeta do Arizona, Estados Unidos. Cristina Desouza me concedeu a honra do prefácio de seu primeiro livro, vejam só que responsabilidade!


A poeta se diz:

"faço um poema simples um vôo de pássaro
amarelo"


... e nesse vôo alcança a altura desses versos:

"floco de neve silencioso e só paira no branco"


... que parece evocar o canto dos plantadores de arroz, cujos sons o grande Issa recolheu. Tão bem traduzidos por Alice Ruiz.

Só por este, já vale a publicação de "Uns Poucos Versos"!
Mas na poesia de Cristina há também uns pirilampos!
Que trazem a música das luzes, do ouro do Fênix!
Quem sabe uma dança campestre antiga, daquelas que inspiraram valsas.
Luzes de compassos ternários e andamento alegro.
Como na seguidilha, a poesia de Cristina "é canto e baile".
Podemos encontrá-la num haicai de imagens brilhantes, dando passos em direção a Tablada, o haicaísta mexicano. Podemos encontrá-la num haiku de tradição contemplativa, perseguindo os passos do mestre Bashô.
Entre haicais e haikus, Cristina vai descobrindo seus próprios caminhos: uma brisa carioca soprando ainda em seus cabelos, um crepúsculo do Arizona e, do Japão? esse afeto pela imagem!


"Bebam seu suco e sua doce polpa! Reinam em volta o outono e o céu puro e a tarde!", nas palavras de Nietzsche...

(prefácio de Sandra Santos para o livro "Uns Poucos Versos" de Cristina Desouza)




livros
Uns Poucos Versos






0 comentários:

Postar um comentário